Não Acredite em Tudo o Que Lê!

Não Acredite em Tudo o Que Lê!

A Internet como a conhecemos é essencial para a partilha de informação. Não é necessário ter um curso superior para aceder a material que permita entender minimamente doenças e tratamentos. No entanto, existem tanto vantagens como limitações associadas à era da informação em que vivemos. O que lê na Internet deve servir de complemento mas não de substituição aos profissionais de saúde. Neste artigo explicamos-lhe porquê.


Nem Todos Se Baseiam em Evidência Científica

A informação disponibilizada na Internet é na sua maioria criada por pessoas. Como tal, há também que admitir a presença do erro humano. Enquanto muitos autores baseiam as suas recomendações em dados de fontes fidedignas, outros optam por não o fazer e correm o risco de divulgar informação incorreta. Quando navegar na Internet, escolha bem os autores em que confia, principalmente quando se trata de uma área tão séria como a saúde.


Cada Caso é Único

Na Omnimedical, baseamo-nos ora em evidência científica ora nas recomendações de organizações bem conceituadas e de profissionais qualificados. Ainda assim, a informação que lhe damos é generalizada e pode não se aplicar ao seu caso específico. O mesmo se aplica à vasta maioria da informação disponibilizada na Internet. A única forma de obter conselhos específicos para o seu caso é contactando pessoalmente um profissional de saúde.


A Constante Evolução do Conhecimento Científico

Através da pesquisa científica, os profissionais de saúde estão constantemente a descobrir técnicas de tratamento mais eficazes e a refutar outras que à luz de recentes descobertas não são as melhores opções. É essencial que todos profissionais de saúde atualizem constantemente os seus conhecimentos.

Dito isto, nem todos os que partilham informação em saúde na Internet têm o cuidado de corrigir informação disponibilizada no passado à luz das descobertas mais recentes. Assim, tenha sempre em atenção quando é que dada informação foi publicada e dê prioridade à fonte fidedigna mais recente que encontrar.


O Nosso Conselho

Utilize a informação disponibilizada na Internet para entrar em contacto com conceitos que desconhecia e para entender melhor o que os profissionais de saúde lhe dizem pessoalmente. No entanto, confirme sempre se aquilo que lê se aplica ao seu caso e evite tanto o autodiagnóstico como a automedicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *